Quatro tipos de eventos corporativos formais

A expressão “eventos corporativos” cobre vários significados. Talvez o significado mais usual, hoje em dia, nos leve para a ideia de grandes feiras e exposições; por vezes também como congressos, reunindo uma grande plateia e um conjunto de convidados para falar ao público. Mas um evento corporativo pode assumir várias formas.

Confira em seguida quatro tipos de eventos corporativos, dentro do conceito específico de reuniões de trabalho entre parceiros da mesma empresa, empresas clientes ou de um mesmo setor de atividade.

Seminário

Esse é o evento corporativo “clássico”, em que um orador transmite uma mensagem para uma audiência e responde a perguntas. Contudo, não falamos de um grande congresso. Um seminário não deverá ter um público de mais de 20 pessoas. Os temas são específicos e os convidados são muito seletos, seja por serem especialistas em um tema ou simplesmente por virem da mesma empresa e precisarem trabalhar em conjunto, em função do tema do seminário.

Demonstração

Como o nome indica, é uma demonstração de um produto. Os “seminários” destinados a uma audiência de uma só empresa são frequentemente, na prática, demonstrações de produtos que as equipes dessa empresa irão utilizar.

Mesa Redonda

Tipicamente, uma mesa redonda é um evento curto (uma a duas horas), dirigido a um público pequeno (até 20 pessoas), para debater um assunto específico. O evento supõe a presença de peritos locais, mas o formato assume a troca de ideias, mais do que a exposição de uma tema.

Conferência, ou painel

Ao contrário, da mesa redonda, a conferência parte do princípio que um ou mais peritos irão falar para uma audiência. O público irá colocar perguntas, mas o painel de conferencistas determinará, em grande parte, o rumo do debate. Uma conferência dura sempre pelo menos um dia (o programa deve prever almoço e coffee-break), mas pode prolongar-se por vários dias.